Tempo de leitura: 3 minutos

Se você ainda não sabe o que é Pokémon Go, não deixe de ler esse post. O novo jogo grátis da famosa franquia japonesa está causando alvoroço em todo o mundo e os brasileiros já estão se divertindo com o jogo, disponível para iPhone, iPad (iOS) e Android.

O gameplay utiliza dados de localização para introduzir os Pokémons no mundo real, assim, o jogador pode capturá-los para aumentar a sua coleção ou para dominar ginásios, locais onde são efetuadas as batalhas com outros jogadores. Outra mecânica importante é o sistema de itens, que podem ser obtidos nos PokéStops. O game contará também com o Pokémon Go Plus. Uma pulseira que promete ajudar o jogador na jornada para se tornar um mestre Pokémon.

Mas qual a relação entre Pokémon Go e campanhas de incentivo?

O jogo de realidade aumentada alcançou mais de 65 milhões de usuários nos Estados Unidos. Tudo isso em apenas sete dias após o lançamento. E já está ajudando restaurantes locais, cafés e pequenos varejistas a atrair novos clientes.

Já falamos aqui no blog sobre gamificação, grande aliado de um programa de incentivo baseado no Loyalty 3.0. O Pokémon Go utiliza a estratégia de Gamificação não apenas no jogo, mas também no mundo corporativo. E não é por acaso! As mecânicas de jogos podem ser utilizadas para auxiliar diversas ações de relacionamento.

A estratégia maior por trás disso está em incentivar as empresas a atraírem Pokémons para os seus estabelecimentos (PokéStops). E isso com um único propósito. Angariar mais receita para a as produtoras do game: a Pokémon Co. (quem tem entre seus donos a Nintendo) e a Niantic Labs. Mas qual será o motivador de um estabelecimento para atrair os bichinhos virtuais aos seus espaços físicos? Bom, agora sim começamos a falar da Gamificação em seu estado puro! As organizações são incentivadas a adquirirem Pokémons para aparecerem nos seus estabelecimentos e, com isso, gerarem mais fluxo de clientes. Não é genial?

A pizzaria L’inizio’s Pizza Bar, em Nova York, contou com sorte e estratégia para se beneficiar do Pokémon Go. Alguns Pokémons apareceram randomicamente em seu restaurante por conta da seleção do próprio aplicativo. Outros surgiram porque o gerente da pizzaria, Sean Benedetti, investiu 10 dólares – cerca de R$ 32,50 – em “módulos de atração”, um recurso pago do jogo para atrair Pokémons a lugares específicos.

Com a pizzaria lotada de Pokémons, os usuários vieram ao local e aproveitaram para consumir enquanto viam um Charmander sentado em um dos bancos ou um Snorlax em um dos banheiros do local. As vendas de alimentos e bebidas dispararam cerca de 75% em comparação com um fim de semana comum, segundo relatou o gerente da L’inizio’s.

Está claro que Pokémon Go, além de uma mega estratégia promocional, contou com um pouco de marketing viral. E o fato é que começamos a ver que a gamificação estará cada vez mais difundida no mundo dos negócios.

Incentive com Pokémons!

Hoje em dia é muito difícil mantermos as pessoas engajadas e ao mesmo tempo entretidas.  Com o uso do Pokémon Go será possível gerar tráfego e consumo nos estabelecimentos comerciais com a procura dos participantes em capturar o maior número de Pokémons.

Outro ponto interessante é que as empresas estão usando mecanismos auxiliares para atrair os fãs do jogo. Um exemplo é a oferta de carregadores de celulares em seus ambientes para manter o público jogando (e consumindo) por mais tempo. Muitas estratégias estão sendo criadas, como “capture um Pokémon em nossa loja e ganhe um café!”. Outras ainda estão por vir, pois o game foi lançado há apenas um mês.

Conceitos de Gamificação com dados de geolocalização aliados à tecnologia foram capazes de habilitar uma nova forma de atrair público para os estabelecimentos com baixo investimento. O lançamento do Pokémon Go no Brasil já aconteceu. Então por que não incentivar seu canal de vendas com PokéStops para atraírem mais consumidores?

 

Crédito imagem: iconoCLAD

Compartilhe!
Trilhas