Tempo de leitura: < 1 minuto

A Associação Brasileira das Empresas do Mercado de Fidelização (ABEMF) divulgou dados do primeiro trimestre de 2020: 54 bilhões de pontos/milhas foram trocados pelos participantes, sendo 30,9% do total para o resgate de produtos – o maior nível já registrado pelo histórico da associação. Passagens aéreas, as preferidas dos participantes, ficaram com 69,1%, mas esse percentual chegava perto dos 80% em trimestres anteriores.

Para a ABEMF, essa diferença foi motivada pelos impactos da pandemia e variações do dólar, entre outros fatores. Os programas de fidelidade ganharam 1,8 mil novos cadastros no período, passando a um total de 149 milhões de inscrições, e as companhias faturaram R$ 1,8 bilhão, valor 2,7% maior do que o registrado no mesmo trimestre de 2019. No ano passado, as empresas associadas à ABEMF faturaram R$ 7,7 bilhões, crescimento de 11,6% na comparação anual.

ACESSE O CONTEÚDO COMPLETO