Tempo de leitura: 2 minutos

Um bom programa de incentivo não possui apenas um objetivo e uma recompensa. Ele também precisa motivar seus participantes – de diversas formas, usando diferentes pontos de contato. Além disso, é necessário que todos compreendam as regras e mecânicas do programa claramente e se sintam parte dele. Por isso, a comunicação deve ser direta e constante.

Entre as questões que devem ser feitas para planejar os pontos de contato do programa de relacionamento estão: quais são os objetivos do programa? Que ferramentas e processos serão usados para a comunicação com os membros? Que tipos de mensagens personalizadas podem ser feitas? Quando usar uma comunicação genérica? Como definir os melhores canais?  

Um boa comunicação é um ponto crítico ao sucesso de programas de incentivo. Uma empresa pode ter o melhor programa já desenvolvido, mas não funcionará se ninguém tomar conhecimento sobre ele. É frequente conectar o fracasso de um projeto do segmento a um plano de comunicação mal estruturado. Por isso, a estratégia de comunicação precisa ser uma parte fundamental do programa de incentivo, identificando quem é o público-alvo, quais serão os pontos de contato, que métodos serão realizados e quem serão os responsáveis pelo plano.

Boas práticas de pontos de contato

Criar adesão

Para criar adesão dos participantes, é preciso engajá-los. Uma das melhores formas de realizar isso é comunicar frequentemente os objetivos, regras do programa e suas recompensas.

Desenvolver uma marca impactante

Os programas de incentivo não precisam ser extremamente elaborados para possuírem um efeito positivo. Mas trabalhar com uma marca criativa, que repasse o que o programa realmente é e que capte a linguagem dos participantes é bastante importante.

Identificar os meios de comunicação

Os pontos de contato precisam ser definidos de acordo com o público-alvo. Claro que e-mail hoje em dia é fundamental, mas, por exemplo, se o programa está voltado para a área de Operações, que pode não utilizar o computador constantemente, talvez outdoors, folders e cartazes sejam mais eficientes É fundamental pensar no que é relevante para os participantes para essa definição.

Passar uma mensagem clara

O que os colaboradores precisam saber sobre o programa de incentivo? De que forma eles entram na iniciativa? Como receberão as recompensas? Garanta que os membros saibam as etapas do programa com clareza e por que eles precisam participar.

Manter a frequência

Essa frequência deve ser não somente na comunicação do programa de incentivo, mas também no reconhecimento em si. Nada mais engajador para um colaborador do que ver um colega sendo reconhecido. As mensagens via pontos de contato também devem ser relevantes o suficiente para manter o programa visível, os colaboradores informados e incentivados.

Que pontos de contato você utiliza em seu programa de incentivo? Compartilhe conosco!