Tempo de leitura: 2 minutos

Radar é a seção do TSI que apresenta comentários e curadoria de conteúdo sobre fidelização e engajamento.

 

Não é possível o engajamento de colaboradores com um ambiente tóxico de trabalho ou sem ações de saúde mental nas organizações. Principalmente com a pandemia. Este artigo afirma ser urgente abordar o tema dentro das empresas. Pesquisa recente da Fundação Dom Cabral (FDC) e Talenses Group indica que a pandemia prejudicou a saúde mental de 73,8% dos mais de 500 profissionais entrevistados.

Dados da Organização Mundial de Saúde (OMS) estimam o prejuízo com depressão e ansiedade em cerca de US$ 1 trilhão por ano para a economia global. E segundo a OMS, o Brasil é o país mais ansioso do mundo e o quinto mais depressivo. Para especialistas, é preciso acabar com o estigma das doenças mentais. Assim como ações de segurança no trabalho fizeram com que os acidentes caíssem nas últimas décadas, seria preciso uma abordagem das lideranças para tratar do tema.

ACESSE O CONTEÚDO COMPLETO

 

 

Continue lendo mais sobre o tema ‘saúde mental nas organizações’:

 

Saúde mental é fator de engajamento de colaboradores

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), no mundo todo, mais de 300 milhões de pessoas sofrem com depressão e 260 milhões têm transtornos de ansiedade. O impacto econômico estimado com esses males é de prejuízo anual de US$ 1 trilhão em produtividade. Além dessas doenças, a Síndrome de Burnout, um esgotamento físico e mental […] Leia mais

 

Urgência e consciência: efeitos da pandemia em consumidores e empresas

Neste pouco mais de um ano em que o planeta enfrenta um dos maiores desafios das últimas décadas, a pandemia de covid-19, consumidores e empresas tiveram de se adaptar a novas formas de trabalhar, consumir e conviver. A partir do conteúdo de nossos engajadores e da curadoria de material de especialistas, do Brasil e do mundo, o TSI enxerga duas vertentes nas mudanças de comportamento deste período: a urgência e a consciência […] Leia mais