Tempo de leitura: < 1 minuto

Sob a pandemia, clientes entendem os cancelamentos de voos, atrasos em entregas e prazos mais longos para serviços, mas coloque em risco sua privacidade de dados e é fim de relacionamento. É o que afirma este artigo da Harvard Business Review sobre a digitalização da vida e as mudanças regulatórias, no mundo todo, no uso de dados de consumidores, como a nossa Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), que entra este mês em vigor.

Mais do que apenas o consentimento para envio de uma newsletter ou promoção, as empresas – principalmente as que migraram suas operações para o digital recentemente – precisam se adequar. Apesar de citar a regulação europeia (GDPR) e da Califórnia (CCPA), o texto traz uma dica que vale para o Brasil: uso de tecnologia de automação e análise. Será preciso ter canais e agilidade para atender a demandas de clientes, como alterações e até exclusões do cadastro.

ACESSE O CONTEÚDO COMPLETO (EM INGLÊS)