Tempo de leitura: < 1 minuto

Em 2020, de acordo com estudo Webshoppers, da ebit|Nielsen, o e-commerce no Brasil movimentou R$ 110,1 bilhões, dos quais R$ 87,4 de sites no país e R$ 22,7 bilhões de sites internacionais, via cross border. As vendas de empresas que operam marketplace aumentaram 52%, chegando a 84% de todo o varejo digital brasileiro. 

Segundo o artigo, a consolidação das compras cross border (internacionais), que chegaram a 21% do comércio digital brasileiro, tem a ver com a redução de prazos e custos de entrega. Já os marketplaces verão um congestionamento: com brigas entre as grandes plataformas multicategorias (Mercado Livre, B2W etc.), os verticais especializados (Dafiti, Renner e outros), e os superapps (iFood, Dotz e mais).

ACESSE O CONTEÚDO COMPLETO