Tempo de leitura: < 1 minuto

A vida online tem vivido um boom com a quarentena, mas isso não significa aumento necessariamente entre os jovens (12 a 34 anos). É o que aponta um estudo da Edison Research and Triton Digital nos Estados Unidos. Em entrevistas, jovens afirmaram já ter construído sua persona online. Querem agora privacidade e a experiência real, construindo comunidades de interesses comuns com impactos na vida offline.

O artigo da HBR traz insights interessantes sobre o que a autora chama de ‘rodas digitais’, comunidades menores e mais próximas entre as novas gerações, que podem ser de grupos de mensagens digitais a fóruns. Como as marcas irão alcançá-los? Elas devem repensar como ser útil e interessante para um público consciente de impactos sociais, dentro de espaços temáticos, com customização e personalização.

ACESSE O CONTEÚDO COMPLETO