Como aplicar a gamificação em um programa de incentivo? Isso é o que vamos mostrar com os exemplos de gamificação. Não vamos ensinar neste post como criar mecânicas de jogos e sim explicar em quais situações elas podem se tornar um grande aliado do novo Loyalty.

Engana-se quem pensa que a gamificação é apenas transformar ações em formato de games e ter um layout lúdico. As possibilidades de aplicação desse conceito vão além do entretenimento e podem auxiliar em diversas ações, inclusive, na capacitação do time de vendas.

Não há uma receita pronta para aplicar a gamificação no seu negócio. Mas é essencial, ainda na fase de planejamento do programa, pensar em como os elementos de jogos podem ajudar a alcançar os objetivos da empresa, e se o público-alvo terá interesse nessa dinâmica.

Os exemplos de gamificação são inúmeros e essas táticas não podem mais ficar de fora das estratégias de relacionamento, tanto no cenário B2B quanto B2C. Para se ter uma ideia, desde 2010, mais de 350 grandes empresas lançaram grandes projetos com esse conceito, incluindo marcas como Adobe, NBC, Walgreens, Ford, Southwest e eBay. Mais recentemente, o Pokémon Go mostrou como isso pode ser útil para as campanhas de incentivo.

Exemplos de gamificação: 3 situações para aplicação

Estimular comportamentos

A gamificação tem o poder de motivar os participantes. E você pode utilizar isso para direcionar comportamentos importantes ao objetivo da empresa.

Os indicadores do time de vendas podem apontar para uma baixa nas metas. Aí está um gatilho interessante para uma dinâmica de treinamentos, na qual exista uma competição para ver quem conclui mais aulas de capacitação online e acumula mais pontos em quizes e provas de conhecimento.

E se o pessoal do PDV se envolver em mecânicas de jogos que pontuem e classifiquem as exposições corretas dos materiais de merchandising? Há também a possibilidade de atrair o consumidor final com exemplos de gamificação que incentivem o compartilhamento de boas experiências com a marca nas redes sociais.

Levar o participante ao canal de comunicação

O programa de incentivo possui canais de comunicação para informar os participantes e mantê-los sempre ativos dentro das campanhas. Porém, atualmente, somos bombardeados com informações por todos os lados. Então, como atrair o usuário ao portal do programa, aplicativo e aos demais pontos de contato?

Primeiramente, ofereça conteúdo relevante e direcionado a partir das informações sobre os participantes. E para difundir esse conteúdo, aposte na mecânica de jogos. Um dos exemplos de gamificação pode ser criar um ranking de usuários que fazem download dos materiais ou que participam ativamente oferecendo feedbacks sobre o programa e premiá-los por isso.

Obter dados dos participantes

A falta de informação sobre o público-alvo é o que motiva muitas empresas a criarem ações de incentivo. Raramente os canais de vendas coletam, espontaneamente, dados sobre a base de clientes ou oportunidades de negócios. Ou a própria empresa direciona pesquisas para conhecer as pessoas que estão por trás dos canais.

Nesse contexto, temos uma brecha interessante para a aplicação de recursos de gamificação. E se as tradicionais pesquisas de mercado seguirem uma mecânica de jogo, que pontue, classifique, indique e premie os usuários que reúnam mais dados? Ou se a empresa buscar uma forma lúdica, competitiva e premiada de obter informações profissionais e pessoais sobre suas equipes de vendas e distribuição?

Quer entrar para o mundo da gamificação? Entre em contato e saiba como trabalhamos esse conceito em programas de relacionamento.

Ebook: Gamificação - O Motor do New Loyalty